,

Business Design e Service Design: Construindo negócios fortes e estruturados

Business Design e Service Design

Você possivelmente já deve ter ouvido falar sobre Service Design e Business Design, mas o que de fato eles podem fazer pelo seu negócio neste mundo de grandes mudanças?

As etapas de pesquisa e protótipo do processo de design podem gerar novas ideias de produtos, permitir que você descubra as necessidades e preferências de seus clientes e abrem oportunidades valiosas para as empresas.

Este artigo explica as diferentes maneiras pelas quais o Business Design e o Service Design podem beneficiar seu negócio, desde o desenvolvimento de produtos até a estratégia de negócios em andamento ou novos negócios. Vamos lá!

Os benefícios nos seus negócios

Evidências mostram que Business Design e Service Design, melhoram o desempenho da empresa. Steve Blank, tem uma expressão famosa onde ele comenta “get out of the building“, em português significa algo como “vá para a rua”.

O contexto dessa frase remete a sair “de dentro da caixa”, quebrar a rotina de ficar dentro do escritório. As respostas estão em quem participa da cadeia em outros departamentos, nos clientes, parceiros, é através da percepção da problemática por diferentes ângulos que conseguimos gerar conexões até então não pensadas para gerar uma solução de alto impacto e simples.

Business Design: interessante quando se compreende, poderoso quando colocado em prática

O Business Design trata-se de uma nova abordagem ao processo de criar ou melhorar produtos, serviços, marcas, processos ou negócios. É uma metodologia onde se utiliza o modo de pensar do design, ou seja, não linear, empírico, multifacetado, prototipado e com foco na experiência do utilizador. O Business Design alia estas características à elaboração de estratégias corporativas tradicionais e integra os diferentes departamentos e stakeholders através da co-criação, de modo a obter soluções mais criativas e eficientes.

Um bom exemplo que ilustra esse tópico, é o Hotel Quando.com, uma start up que compreendeu o desejo de muitos usuários de frequentarem uma área de lazer aos fins de semana, até então pouco acessível, questionou e desconstruiu a métrica de consumo no segmento imobiliário chamado “diária”.

Já pararam para refletir porque pagamos por uma diária? No momento que Max Campos, CEO do Hotelquando.com e sua equipe, compreenderam a “dor” do usuário, eles questionaram o modelo e geraram a possibilidade das pessoas adquirirem pacotes de três, seis ou nove horas para ter acesso a área de lazer de uma rede de hoteis afilidadas ao app por uma valor que parte de 40% do valor de uma diária. Segundo Campos, “pessoas que pagariam por hora não pagariam por uma diária. É um dinheiro novo que está entrando para o hoteleiro”.

O maior elogio que uma inovação pode receber é alguém dizer: “poxa é tão óbvio, porque não pensei nisso antes?”, segundo Peter Drucker, e creio que a modelagem do Business Design contribui muito para fazer esta frase legítima.

Service Design: Foco na jornada do usuário

Já o Service Design é a atividade de planejar e organizar pessoas, infraestrutura, comunicação e componentes materiais de um serviço de forma a melhorar sua qualidade e a interação entre a empresa provedora do serviço e os consumidores. Essencialmente, o Service Design tenta responder a algumas perguntas básicas que dizem respeito à experiência das pessoas ao interagirem com determinado serviço.

Como deve ser a experiência do consumidor ao usar este serviço? Como deve ser a experiência do funcionário ao prestar este serviço? Como uma empresa se mantém fiel à sua missão e se mantém relevante para o consumidor, ao mesmo tempo? Utilizando metodologias do Design, o Service Design trabalha para entender o perfil dos consumidores, seus desejos e suas necessidades a fim de garantir que determinado serviço seja competitivo para o mercado e relevante para quem o usa.

Como é o caso do Mast Brothers, que trabalham a experiência dos consumidores na sua loja com a fábrica integrada localizada no Brooklin/USA, promovendo um tour, de hora em hora, mostrando a transformação do cacau em um saboroso chocolate, permitindo que o cliente interaja e saboreie durante sua jornada até o produto final.

E se é possível realizar em produto, na parte de serviços vale entender o momento do dia que seu serviço é desejado / consumido, como seu cliente se sente, se a rotina de sair de sua casa, parar no estacionamento, se cada momento é pensado em como tornar este momento menos “incômodo” ou mais especial. Acredite as pessoas gostam de ser surpreendidas e “cuidadas” e quando isso ocorre inicia-se um vínculo com esta marca até se tornar uma “Love Brand”.

Projete eficiência

Mas, além de melhorar a experiência com os produtos e serviços que sua empresa entrega ao mercado, o Service Design, também pode ser um importante ingrediente para melhorar a maneira como sua empresa opera – a eficiência de seus processos, a relação custo-eficácia das matérias-primas que utiliza, a qualidade da sua embalagem.

Além de aumentar o valor de seus produtos e serviços aos clientes, ele pode reduzir os custos de produção. Também pode tornar os processos e o uso de materiais mais eficientes e ambientalmente amigáveis, ajudando as empresas a cumprirem os regulamentos e legislação de sustentabilidade.

Os benefícios do Business Design e Service Design

Eles trazem uma gama de benefícios comerciais muito maior, ainda mais se compreendidos e praticados sistematicamente em toda a sua empresa, o que potencializam:

Aumento de vendas de seus produtos ou serviços;
Maior lealdade à marca;
Menos reclamações de clientes;
Uma identidade legítima percebida para o seu negócio;
A capacidade de criar novos produtos e serviços e abrir novos mercados.

Ele também agrega valor aos produtos e serviços, já que os clientes geralmente estão dispostos a pagar mais por produtos bem projetados que podem oferecer benefícios, como maior facilidade de uso, maior funcionalidade, estética aprimorada e conexão com seus valores.

Elas são dois ingredientes da metodologia Win Win da Empodere-se que ainda conecta UX (User Experience), Ciência das Redes e Design Thinking. Fique atento a estas abordagens de inovação pois, neste mundo em que as mudanças são exponenciais, elas poderão ser um instrumento poderoso para um crescimento perene e sustentável do seu negócio e da sua carreira.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *